Sermão de Santo António aos Peixes: uma viagem no tempo!

voltar Sermão de Santo António aos Peixes: uma viagem no tempo!

O nosso colégio viveu uma manhã maravilhosa, no dia 4 de outubro. Com efeito, tudo começou, por volta das 10h30, no jardim de São Francisco onde toda a  comunidade viveu um momento emocionante em honra do nosso Santo Padroeiro: S. Francisco.

Num primeiro momento, a nossa Madre Superiora, Irmã Salomé Gonçalves, acolheu a comunidade, explicando um pouco da vida de S. Francisco e, de seguida, assistimos a uma interpretação de uma cena inédita, escrita pelo aluno Ricardo Guerra, 11.º 3, da vida de São Francisco, e representada pelos alunos Rúben Bastos e Firmino Oliveira do 11.º 1. No fim da encenação, todas as nossas vozes se uniram e, mais uma vez, a nossa “casa” registou mais um dia feliz!

No entanto, a manhã ainda não tinha acabado para o 11.º ano, pois esperava-nos uma abordagem interpretativa do Sermão de Santo António aos Peixes, realizada de um modo tão sublime e verosímil, tão objetiva e frontal, que conquistou a atenção dos alunos de início ao fim da representação.

Assim que entrámos, na Capela do Colégio, deparámo-nos com uma música misteriosa a pairar no ar e um fato inusitado pendurado perto do altar. À medida que nos íamos sentando, um homem vestido de Padre, ia-nos acolhendo com um maravilhoso sorriso!

Depois de todos acomodados, deu-se início a uma viagem no tempo! Marcelo Lafontana, personagem que encarnou a figura emblemática de Padre António Vieira, primeiramente, fez uma pequena introdução da vida do orador e, aproveitando o dia que vivíamos, ficámos a saber que Santo António e São Francisco tinham ideais comuns. De seguida, o ator, num momento digno de filme, apareceu-nos com andas e vestido com o fato misterioso que, momentos antes, tínhamos visto pendurado no altar… um verdadeiro Padre, ou melhor, uma autêntica figura de autoridade, como se pretendia!

Durante, aproximadamente, duas horas, todos os alunos do 11.º ano foram presenteados com uma atuação fantástica do Sermão. E, desta forma, os presentes, transfiguraram-se em “peixes” e, professores, alunos e irmãs, foram o auditório do “Padre António Vieira”. Era absolutamente proibido estarmos distraídos, porque o olhar atento do emissor logo nos interpelava. Deste modo, criou-se um ambiente profundo, acompanhado de sons aquáticos virtuais que faziam com que alguns de nós, de vez em quando, nos assustássemos.

No final, ainda tivemos tempo para algumas perguntas e para agradecer a oportunidade deste  momento tão gratificante que nos irá permitir uma otimização do estudo desta obra intemporal,  “Vos estis sal terrae!”, ficará na memória de todos.

Rita Teixeira, 11.º1

[2018-10-04]

Destaques

Aula de surf em Matosinhos ? Uma experiência Ímpar
Além de um lugar de aprendizagem, a escola deverá ser um veículo de novas experiências e partilha de emoções!

Colégio Nossa Senhora da Bonança na linha da frente no combate às más práticas ambientais
O Colégio Nossa Senhora da Bonança, na senda da sensibilização dos seus alunos para as questões relacionadas com a pegada ecológica de cada um e consequente responsabilização pessoal pela conservação do nosso planeta, abraçou o concurso nacional para as Escolas, promovido pela Academia Ponto Verde, como mais um instrumento de aquisição de conhecimentos e atitudes sobre protocolos quotidianos de preservação dos recursos naturais e limitação do impacto da Humanidade na Natureza.

Dia da Europa
No passado dia 9 de maio, o Grupo Disciplinar de Geografia, do CNSB, assinalou o Dia da Europa com uma exposição simbólica de bandeiras dos países europeus, mapas e representações, com temáticas variadas, à escala da Europa, da União Europeia e de Portugal.

Cambridge University Press
Educational Partner

CNSB celebra o Dia 21 de Março, Dia Mundial da Poesia
No passado dia 22 de março, o CNSB encheu-se de imaginação para comemorar o Dia Mundial da Poesia.

Parabéns, Guilherme Oliveira!
O jovem piloto, nosso aluno do Ensino Secundário, conta já 15 títulos nacionais e espanhóis e várias presenças em campeonatos internacionais. E, como o seu desempenho, o seu talento e determinação não têm passado despercebidos, Guilherme Oliveira, de 16 anos, dá agora o ?salto? para os monopostos.

A Conquista de um Sonho!
Somos um Colégio que prima pela excelência, que luta pelo mérito e brio dos seus alunos. Assim, o seu trabalho árduo, durante todo o ano, para cumprir os mais altos objetivos, devem ser recompensados.

Olimpíadas da Geologia
A caminho da Rússia

O Oceano faz-nos falta!
A dezanove de maio comemorou-se pela primeira vez o Dia Escola Azul e o CNSB, que integra a rede de Escolas Azuis, não podia deixar de participar nesta iniciativa.

Agradecimento aos profissionais de saúde
Carta aberta de uma aluna do CNSB