História

voltar


1894

Fundação do Colégio de Nossa Senhora do Rosário em Vila Nova de Gaia, e seu funcionamento no extinto Convento Corpus Christi sob a mão das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras Portuguesas.

1923

Mudança das instalações para a R. do Castelo, nº 1, em Vila Nova de Gaia, com o nome Colégio Creche de Nossa Senhora da Bonança. 

1927

A 8 de outubro - o Colégio desdobra-se saindo dele um pequeno grupo de alunas semi-internas para o Palacete da Bandeira, à R. General Torres, nº 27 a 31 pertença da família Barros que mais tarde (1949) o vendeu por um preço simbólico à Congregação das Irmãs Franciscanas. De salientar que referida família esteve, desde o início, ao lado do projeto de assistência a meninas carenciadas protagonizado por estas religiosas já na zona do Candal onde se situava o Colégio Creche. Esta nova casa destinava-se, em parte, a custear as despesas daquela instituição.    

1930 

Documento de 1930 refere que o antigo Palacete da Bandeira funciona com “o Curso dos Liceus e se aprende Instrução Primária, pintura, piano, arte aplicada, bordados, bilros etc.”.

1938 

No ano letivo de 1938/39 – as alunas passam a obter equivalências dos seus cursos ao nível do ensino oficial,  indo fazer exames ao Liceu Carolina Michaëlis, no Porto. Nesta época já consta dos livros a existência de alunas internas, semi-internas e externas.

1945

O Colégio alarga o seu perímetro, adquirindo propriedades nas imediações por compra a “José Creissac e sua mulher”. O objetivo é alargar as instalações e dispor de espaço para mais de duas centenas de alunas  internas, semi-internas e externas.

1949

O Palacete da Bandeira passa a ser propriedade da Congregação das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras Portuguesas; É concedido o alvará nº 986 para o Ensino Primário e Liceal (1º, 2º e 3º Ciclos), Era sua diretora pedagógica a Irmã Ester Ogando de Araújo. 

1953 

A 1 de dezembro – em Assembleia Geral são aprovados os primeiros Estatutos da Associação de Antigas Alunas e é eleita a sua Direção.

1954

Constam desta data os primeiros registos de distribuição de sopa aos pobres. O número máximo dessa distribuição é atingido em 1959 – 14220 sopas…

1958

Com a direção da Ir. Maria Luísa, o Colégio mantém-se com grande frequência, cerca de 400 alunas, tanto internas como externas: pouco mais de uma centena no curso primário, a passar de três centenas no curso secundário;

1968/69

1968/69 – instalam-se em casa próxima do Colégio da Bonança, também pertença da CONFHIC, as meninas seráficas para se prepararem para o noviciado.Também as neo-professas que voluntariamente querem ingressar na Congregação, aí se preparam para a sua profissão perpétua;

1973

É nomeada Madre Superiora a Ir. Maria Emília Monteiro que vai enfrentar, com apoio de docentes leigos e Pais de alunos, os tempos tumultuosos para o ensino particular que se seguem ao 25 de abril de 1974. O Colégio da Bonança soube responder aos desafios. A Escola torna-se mais atraente… Mais cuidado no rigor científico e disciplinar. Em sintonia com “os ventos do Concílio Vaticano II”, um novo vigor pastoral, revitalizou a formação cristã católica das alunas e de toda a comunidade educativa através da criação e acompanhameno de grupos juvenis (JEC, JUC, Oásis, Jufra) e, simultaneamente, mais dinamismo nas celebrações, encontros, dias de reflexão, liturgia renovada, etc.;

1979/81

Caminha-se no sentido das pedagogias ativas, aplicação de métodos comunicativos e funcionais no domínio das línguas estrangeiras, mais cuidado e exigência no recrutamento de professores. Inicia-se a profissionalização em exercício no próprio estabelecimento de ensino particular;

1992

A década de 90 obriga a adaptação da missão de educar às necessidades do Homem e assim se prepara o Colégio para as exigências das novas tecnologias;

1994

 Tendo como Madre Superiora a Ir. Elisa Cortês, o Colégio abre-se à coeducação, adaptando o edifício a essa circunstância; à medida que vamos sendo desafiados, vamos respondendo aos desafios: criação de parque informático, aquisição de computadores para atividades lúdicas, quadros interativos, sala multimédia, atualização de laboratórios, salas de jogos, modernização e informatização da biblioteca…;

2002

 Comemoração dos 75 anos de vida do CNSB. Com a presença de todas as altas individualidades de Vila Nova de Gaia e representantes de estabelecimentos de ensino da área, não olhamos a esforços para que nesse dia a celebração das bodas de diamante fosse um marco na história desta instituição. Foi um momento de grande alegria, em que toda a comunidade educativa congregou energias e, numa celebração eucarística, de manhã e numa tarde cultural, projetamos bem alto o carisma desse Colégio;

 

 

 

 

 

Destaques

Academia de Robótica
No dia 22 de maio, realizou-se, no nosso Colégio, a 3º edição do Torneio de Robótica, dos alunos que frequentam a Atividade Extracurricular de Robótica dos níveis 1, 2 e 3.

Concurso Uma Aventura Literária 2019
E foi com muita alegria e orgulho que vimos, mais uma vez, o nosso colégio ser premiado pela sua participação neste concurso literário na modalidade de texto original, num total de 15.152 trabalhos a nível nacional.

Jornadas Nacionais Escola Azul
Nos dias 10 e 11 de maio, decorreram as Jornadas Nacionais Escola Azul, um programa educativo promovido pela Direção-Geral de Política do Mar, que tiveram lugar em Matosinhos, no Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões.

À Descoberta do Património Local
No dia quinze de fevereiro, as turmas do 3º Ano realizaram uma visita de estudo ao Solar dos Condes de Resende e ao Convento Corpus Christi.

Laço Humano Azul
No passado dia 30 de abril, pelas 14 horas, os alunos do 1º Ciclo do CNSB dirigiram-se ao Centro Cívico de Vila Nova de Gaia para participar na construção de um laço humano azul, uma das atividades no âmbito do Mês de Prevenção dos Maus Tratos na Infância.

Feira (I)limitada Porto
Nos dias 6 e 7 de maio, os alunos envolvidos no Programa A Empresa, da Junior Achievement Portugal (JAP), participaram na competição Feira (I)limitada Porto, que se realizou no Hard Club (Mercado Ferreira Borges, Porto) tendo passado à fase seguinte, Competição Nacional, a realizar em Cascais, na Casa das Histórias de Paula Rego, a 28 de maio. O evento consistiu na oportunidade das 40 miniempresas selecionadas (divididas em dois grupos de 20), das mais de 250 candidatas, apresentarem e testarem as suas ideias de negócio perante o grande público.

RobóticaCNSB
A participação da equipa RobóticaCNSB, no Festival Nacional de Robótica, na prova First Challenge, revestiu-se de grande interesse e importância para os intervenientes.

1º Campeonato Regional de Aloha
Aconteceu no dia 25 de Abril o 1º Campeonato Regional de Aloha Porto, campeonato regional de cálculo mental, pela Aloha Mental Arithmetic, tendo sido um dia muito especial para a grande família Aloha.

DAC 9º Ano
Quando os alunos de 9.º ano souberam da existência dum projeto, no âmbito do Domínio de Autonomia Curricular (DAC), ficaram desde logo bastante animados. Contudo, apesar de todo o entusiasmo, este projeto exigiu que puséssemos à prova os nossos conhecimentos das disciplinas de Português e Matemática, misturando-os com os nossos dotes para a interpretação e daí resultando este espetáculo extraordinário!

Visita de estudo a Vila do Conde
No dia 19 de março, pelas 9h10m, as turmas do 8º ano deixaram o colégio, acompanhadas pelas professoras Ana Elisa Freitas, Eva Batista e Irina Botelho, com destino a Vila do Conde para uma visita de estudo a uma nau quinhentista e ao Museu da Alfândega Régia de Vila do Conde.