Ideário da CONFHIC

voltar

Inspiradas no carisma fundacional, a CONFHIC, nas Irmãs que se dedicam à missão educativa, dão continuidade ao sonho da Fundadora – Venerável Irmã Maria Clara do Menino Jesus.

   “Educar na hospitalidade e no amor” é meta que nos propomos através de um projeto e pedagogia de natureza axiológica que favorece o educando no crescimento do ser e do saber. Trata-se de um compromisso amorosamente assumido pela escola, em prol da formação integral do aluno. Propomos, pois, a clareza de um projeto antropologicamente fundamentado, que define o paradigma de “Homem” que se pretende ajudar a construir e as diretrizes identitárias da escola, que facilitam, em nosso entender, o percurso da personalização e humanização do educando.

Assim, ao afirmarmo-nos como Escola Católica, defendemos que Cristo é o fundamento e inspiração da nossa ação pedagógica na medida em que «Revela e promove o sentido novo da existência e transforma-a, habilitando o homem a viver de maneira divina, isto é, a pensar querer e agir segundo o Evangelho, fazendo das Bem-aventuranças a norma da vida. É precisamente pela referência explícita e co dividida por todos os membros da comunidade escolar – embora em grau diverso – à visão cristã, que a escola é católica, porquanto os princípios evangélicos tornam-se nela normas educativas, motivações interiores e ao mesmo tempo metas finais.» -(Congregação para a Educação Católica, Educar na Escola).

A nossa identidade Institucional radica, portanto em Cristo Jesus e a partir d’Ele surge o argumento antropológico que favorece a promoção do homem integral, porque

«em Cristo, o homem perfeito, todos os valores humanos encontram a sua realização plena e, portanto, a sua humanidade. JesusCristo eleva o Homem, valoriza a sua existência, constitui o paradigma e o exemplo de vida proposto aos jovens…» (CEC, Educar na Escola).

 O nosso específico, enquanto Escola Franciscana Hospitaleira, revela-se na nossa Proposta Educativa traduzida, especialmente, no projeto educativo como instrumento vocacionado à praxis e estímulo à liberdade no confronto com os valores dos quais dependem o sentido e o valor da vida, o exercício da inteligência, a responsabilidade, as opções assertivas, o respeito e apreço por si, pelo outro, pela natureza, o cultivo pela fraternidade universal, o cultivo do bem e do belo, etc. 

A nossa experiência de décadas, em missão educativa, e a atitude vigil ao horizonte cultural de cada época, indica uma vitalidade própria que integra a renovação corajosa e sapiente. Entendemos que «uma autêntica educação escolar exige uma autentica radicação na verdade do homem, isto é, no respeito integral pela sua origem e pelo seu destino transcendente e pela defesa da sua dignidade inalienável e inviolável ao longo do percurso do seu desenvolvimento desde a sua conceção». (Carta Pastoral, A Escola em Portugal, 2008).

Finalmente, é nossa missão específica educar para a hospitalidade; aquela que promove o ser pelo cuidado e gestação do que possa tornar o Homem mais humano e menos brutal. A hospitalidade como espiritualidade da escola franciscana hospitaleira dilata e transcende o eu pessoal até ao coração do outro, da criação e de Deus até à máxima elevação de si mesmo. Esta pedagogia do amor-proximidade aliada à competência e dedicação dos nossos educadores é que há de ajudar o educando a afeiçoar-se à sabedoria procurada e vivida ao longo da sua trajetória existencial. 

Destaques

Academia de Robótica
No dia 22 de maio, realizou-se, no nosso Colégio, a 3º edição do Torneio de Robótica, dos alunos que frequentam a Atividade Extracurricular de Robótica dos níveis 1, 2 e 3.

Concurso Uma Aventura Literária 2019
E foi com muita alegria e orgulho que vimos, mais uma vez, o nosso colégio ser premiado pela sua participação neste concurso literário na modalidade de texto original, num total de 15.152 trabalhos a nível nacional.

Jornadas Nacionais Escola Azul
Nos dias 10 e 11 de maio, decorreram as Jornadas Nacionais Escola Azul, um programa educativo promovido pela Direção-Geral de Política do Mar, que tiveram lugar em Matosinhos, no Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões.

À Descoberta do Património Local
No dia quinze de fevereiro, as turmas do 3º Ano realizaram uma visita de estudo ao Solar dos Condes de Resende e ao Convento Corpus Christi.

Laço Humano Azul
No passado dia 30 de abril, pelas 14 horas, os alunos do 1º Ciclo do CNSB dirigiram-se ao Centro Cívico de Vila Nova de Gaia para participar na construção de um laço humano azul, uma das atividades no âmbito do Mês de Prevenção dos Maus Tratos na Infância.

Feira (I)limitada Porto
Nos dias 6 e 7 de maio, os alunos envolvidos no Programa A Empresa, da Junior Achievement Portugal (JAP), participaram na competição Feira (I)limitada Porto, que se realizou no Hard Club (Mercado Ferreira Borges, Porto) tendo passado à fase seguinte, Competição Nacional, a realizar em Cascais, na Casa das Histórias de Paula Rego, a 28 de maio. O evento consistiu na oportunidade das 40 miniempresas selecionadas (divididas em dois grupos de 20), das mais de 250 candidatas, apresentarem e testarem as suas ideias de negócio perante o grande público.

RobóticaCNSB
A participação da equipa RobóticaCNSB, no Festival Nacional de Robótica, na prova First Challenge, revestiu-se de grande interesse e importância para os intervenientes.

1º Campeonato Regional de Aloha
Aconteceu no dia 25 de Abril o 1º Campeonato Regional de Aloha Porto, campeonato regional de cálculo mental, pela Aloha Mental Arithmetic, tendo sido um dia muito especial para a grande família Aloha.

DAC 9º Ano
Quando os alunos de 9.º ano souberam da existência dum projeto, no âmbito do Domínio de Autonomia Curricular (DAC), ficaram desde logo bastante animados. Contudo, apesar de todo o entusiasmo, este projeto exigiu que puséssemos à prova os nossos conhecimentos das disciplinas de Português e Matemática, misturando-os com os nossos dotes para a interpretação e daí resultando este espetáculo extraordinário!

Visita de estudo a Vila do Conde
No dia 19 de março, pelas 9h10m, as turmas do 8º ano deixaram o colégio, acompanhadas pelas professoras Ana Elisa Freitas, Eva Batista e Irina Botelho, com destino a Vila do Conde para uma visita de estudo a uma nau quinhentista e ao Museu da Alfândega Régia de Vila do Conde.