Viagem Cultural a Paris

voltar Viagem Cultural a Paris

           Aeroporto Sá Carneiro. A viagem começou com a concentração dos adolescentes, muito entusiasmados, pais com saudades antecipadas e professores repletos de responsabilidades. E o grau de emoção manteve-se elevado ao longo dos dias.

            No primeiro dia, após o check-in no hotel, iniciou-se a nossa aventura subterrânea, uma vez que muito do tempo foi passado a viajar nos túneis do metropolitano. Seguimos em direção ao “Carrossel do Louvre” onde almoçámos para posteriormente visitar o museu, no qual a professora Ana Elisa Freitas mostrou a sua vocação para guia turística. Ficamos todos arrebatados pela beleza dos sarcófagos, esfinges e estátuas, na ala dedicada ao Antigo Egito, e rodeámos a vitrine que albergava uma múmia de verdade, tirando fotografias e olhando com admiração. Deslocamo-nos pelo corredor grená até à sala onde está exposta a Monalisa, que nos seguiu com o olhar, até conseguirmos finalmente “furar” a multidão (maioritariamente constituída por asiáticos) que a rodeava, para tirar meia dúzia de fotos. Infelizmente, não tivemos oportunidade de visitar as outras secções do museu do Louvre, visto que o tempo já estava apertado e o Arco do Triunfo já estava à nossa espera para mais uma sessão de selfies e fotos de grupo.

            Apesar das reduzidas horas de sono, começámos um novo dia cheio de energia e entusiasmo, ou não fosse o destino a DisneyLand. Chegados lá, ficámos fascinados pela beleza dos edifícios, pela música de fundo proveniente das enormes colunas e do ambiente mágico que parecia realmente “retirado” de um filme. Com as cabeças adornadas com as orelhas da Minnie, fizemos escala em todas as montanhas russas e assistimos a desfiles temáticos. Foi o dia mais frenético, onde não faltou adrenalina e muitas gargalhadas.

            No terceiro dia fomos fazer uma visita à casa de Luís XIV, que certamente quereria que o seu palácio brilhasse tanto como o nome que lhe foi atribuído (Rei Sol), o que justificava a enorme quantidade de detalhes em ouro, tanto no interior, como no exterior. As salas eram verdadeiramente grandiosas, exibindo vários tipos de mármore e belíssimas pinturas no teto. Quanto ao chão…ficámos na dúvida se serviria para jogar xadrez. Caso contrário, o que explicaria tantos quadrados pretos e brancos?

            Da parte da tarde fizemos um cruzeiro no Rio Sena, que nos deu uma perspetiva fantástica da arquitetura parisiense e da enorme quantidade de pontes. A vista da cidade era magnífica e a paisagem era digna de registo. Na ida para o restaurante, ao cair da noite, pudemos ver o quão bonita é a Torre Eiffel quando está iluminada, tornando Paris verdadeiramente romântica e fazendo jus à sua designação de cidade do amor.

Para terminar o dia em beleza e festejar o aniversário da Catarina Zanatto, “demos um pulinho” ao Hard Rock Café onde, ao som de boas bandas sonoras, lhe cantámos os parabéns com direito a uma fatia de bolo.

            A manhã do último dia começou por servir para arrumar as últimas coisas na mala, o mais rapidamente possível, e rezar para que os souvenirs lá coubessem, pois o fabuloso Museu de Orsay já nos aguardava. Encantaram-nos as obras dos vários artistas, bem como o grande relógio que nos lembrou de imediato o universo de Harry Potter, pela sua semelhança com a estação de King’s Cross. No caminho para a Catedral de Notre-Dame fomos alertados sobre os mercados de livros, bandas desenhadas e outras antiguidades em segunda mão, característicos da zona.

            Com muita pena, anunciamos o último destino da viagem: Montmartre. As manifestações dos coletes amarelos obrigaram à mudança de várias plataformas no metro, o que nos permitiu assistir a pequenas atuações de vários artistas, embora a mais marcante tenha sido o “Bella Ciao” ou “Penta Xau”, para quem preferir, tocada por um senhor muito carismático no seu acordeão. Montmartre é, de facto, uma zona encantadora e foi penoso tê-la abandonado tão cedo. As ruas, muito pitorescas, emanavam um delicioso cheiro a crepes a que, como é óbvio, não fomos imunes. Houve até quem comesse um salgado e um doce, para ter a experiência completa.

            Lamentavelmente, a hora de regressar a Portugal aproximava-se, mas o que importa é que correu tudo pelo melhor. Por isso, fazemos questão de dirigir um agradecimento especial aos nossos professores Marisa Oliveira, Marisa Couto, Ana Elisa Freitas e Rui Mascarenhas, por terem garantido a nossa segurança e terem sido nossos companheiros de diversão nesta aventura maravilhosa.

 

Ana Luísa Bordalo, 9B

[2019-03-10]

Destaques

Academia de Robótica
No dia 22 de maio, realizou-se, no nosso Colégio, a 3º edição do Torneio de Robótica, dos alunos que frequentam a Atividade Extracurricular de Robótica dos níveis 1, 2 e 3.

Concurso Uma Aventura Literária 2019
E foi com muita alegria e orgulho que vimos, mais uma vez, o nosso colégio ser premiado pela sua participação neste concurso literário na modalidade de texto original, num total de 15.152 trabalhos a nível nacional.

Jornadas Nacionais Escola Azul
Nos dias 10 e 11 de maio, decorreram as Jornadas Nacionais Escola Azul, um programa educativo promovido pela Direção-Geral de Política do Mar, que tiveram lugar em Matosinhos, no Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões.

À Descoberta do Património Local
No dia quinze de fevereiro, as turmas do 3º Ano realizaram uma visita de estudo ao Solar dos Condes de Resende e ao Convento Corpus Christi.

Laço Humano Azul
No passado dia 30 de abril, pelas 14 horas, os alunos do 1º Ciclo do CNSB dirigiram-se ao Centro Cívico de Vila Nova de Gaia para participar na construção de um laço humano azul, uma das atividades no âmbito do Mês de Prevenção dos Maus Tratos na Infância.

Feira (I)limitada Porto
Nos dias 6 e 7 de maio, os alunos envolvidos no Programa A Empresa, da Junior Achievement Portugal (JAP), participaram na competição Feira (I)limitada Porto, que se realizou no Hard Club (Mercado Ferreira Borges, Porto) tendo passado à fase seguinte, Competição Nacional, a realizar em Cascais, na Casa das Histórias de Paula Rego, a 28 de maio. O evento consistiu na oportunidade das 40 miniempresas selecionadas (divididas em dois grupos de 20), das mais de 250 candidatas, apresentarem e testarem as suas ideias de negócio perante o grande público.

RobóticaCNSB
A participação da equipa RobóticaCNSB, no Festival Nacional de Robótica, na prova First Challenge, revestiu-se de grande interesse e importância para os intervenientes.

1º Campeonato Regional de Aloha
Aconteceu no dia 25 de Abril o 1º Campeonato Regional de Aloha Porto, campeonato regional de cálculo mental, pela Aloha Mental Arithmetic, tendo sido um dia muito especial para a grande família Aloha.

DAC 9º Ano
Quando os alunos de 9.º ano souberam da existência dum projeto, no âmbito do Domínio de Autonomia Curricular (DAC), ficaram desde logo bastante animados. Contudo, apesar de todo o entusiasmo, este projeto exigiu que puséssemos à prova os nossos conhecimentos das disciplinas de Português e Matemática, misturando-os com os nossos dotes para a interpretação e daí resultando este espetáculo extraordinário!

Visita de estudo a Vila do Conde
No dia 19 de março, pelas 9h10m, as turmas do 8º ano deixaram o colégio, acompanhadas pelas professoras Ana Elisa Freitas, Eva Batista e Irina Botelho, com destino a Vila do Conde para uma visita de estudo a uma nau quinhentista e ao Museu da Alfândega Régia de Vila do Conde.